Terça-feira, 5 de outubro de 2010

27º do Tempo Comum (Ano “C”), 3ª Semana do Saltério (Livro III), cor Litúrgica Verde

 

Santos: Benedito (1589, Sicília, Itália, conhecido como o Negro, franciscano da ordem primeira), Apolinário (520, Espanha), Santa Caritina (escrava cristã), Firmato, Flaviana, Plácito (Sicília, Itália), Atilano e Froilano (bispo, Espanha), Maurício (1191, Bretanha), Bem-Aventurado Raimundo de Cápua (1399), Bartolomeu Longo,Flora, João de Penna, Mauro.

 

Antífona: Senhor, tudo está em vosso poder e ninguém pode resistir à vossa vontade. Vós fizestes todas as coisas: o céu, a terra e tudo o que estes contêm; sois o Deus do universo! (Est 1, 9.10-11)

 

Oração: Ó Deus eterno e todo-poderoso, que nos concedeis, no vosso imenso amor de Pai, mais do que merecemos e pedimos, derramai sobre nós a vossa misericórdia, perdoando o que nos pesa na consciência e dando-nos mais do que ousamos pedir. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

 

 

Leitura: Carta de São Paulo aos Gálatas (Gl 1, 13-24)
E glorificavam a deus por minha causa

 

Irmãos, 13certamente ouvistes falar como foi outrora a minha conduta no judaísmo, com que excessos perseguia e devastava a Igreja de Deus 14e como progredia no judaísmo mais do que muitos judeus de minha idade, mostrando-me extremamente zeloso das tradições patenas.

 

15Quando, porém, aquele que me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça 16se dignou revelar-me o seu Filho, para que eu o pregasse entre os pagãos, não consultei carne nem sangue 17nem subi, logo, a Jerusalém para estar com os que eram apóstolos antes de mim. Pelo contrário, parti para a Arábia e, depois, voltei ainda a Damasco. 18Três anos mais tarde, fui a Jerusalém para conhecer Cefas e fiquei com ele quinze dias. 19E não estive com nenhum outro apóstolo, a não ser Tiago, irmão do Senhor.

 

20Escrevendo estas coisas, afirmo diante de Deus que não estou mentindo. 21Depois, fui para as regiões da Síria e da Cilícia. 22Ainda não era pessoalmente conhecido das Igrejas da Judéia que estão em Cristo. 23Apenas tinham ouvido dizer que "aquele que, antes, nos perseguia, está agora pregando a fé que, antes, procurava destruir". 24E glorificavam a Deus por minha causa. Palavra do Senhor!

 

 

Comentando a Leitura

Dignou-se revelar-me o seu Filho

 

Pode-se até opor-se a Cristo, como Paulo antes de Damasco, em nome "das tradições dos pais". A verdadeira fidelidade não é estática, porém dinâmica. Não se é fiel a alguma coisa, mas a alguém. O cristão deve seguir uma pessoa viva, sempre atual e sempre ativa. E isso por meio de outra viva, a Igreja. Uma religião das coisas torna-se depressa material de museu. A religião das pessoas é que põe em contato com Deus. A fé não é a religião dos pais, é a religião de Deus. E Deus é sempre atual. Os ídolos podem ser de ontem ou de amanhã. Deus, porém, é sempre e só de hoje. [Missal Cotidiano, ©Paulus, 1997]

 

 

Salmo Responsorial: 138 (139), 1-3.13-14ab.14c-15 (R/.24b)  
Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!

 

1Senhor, vós me sondais e conheceis, 2sabeis quando me sento ou me levanto; de longe penetrais meus pensamentos, percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus caminhos vos são todos conhecidos.

 

13Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. 14aEu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes! 14bQue prodígio e maravilha as vossas obras!

 

14cAté o mais intimo, Senhor, me conheceis; 15nenhuma sequer de minhas fibras ignoráveis; quando eu era modelado ocultamente, era formado nas entranhas subterrâneas.

 

 

Evangelho: Lucas (10, 38-42)
Marta recebeu Jesus em sua casa

 

Naquele tempo, 38Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. 39Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a sua palavra. 40Marta, porém, estava ocupada com muitos afazeres. Ela aproximou-se e disse: "Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha, com todo o serviço? Manda que ela me venha ajudar!" 41O Senhor, porém, lhe respondeu: "Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas. 42Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada". Palavra da Salvação!

Leituras paralelas do contexto: Jo 11, 1-44; 12, 1-8

 

 

Comentando o Evangelho

Quem agiu corretamente?

 

A experiência de acolhida e hospitalidade na casa de uma família amiga é um alívio para Jesus, depois dos tristes episódios de rejeição, na sua longa marcha para Jerusalém. Afinal, a cena evangélica torna-se uma ilustração viva das diferentes maneiras de acolher Jesus. Marta e Maria expressam duas formas de acolhimento: por um lado, o serviço generoso; por outro, a escuta atenta. Qual das duas atitudes apresenta-se como mais conveniente?


O texto evangélico recupera o papel da mulher, na comunidade cristã. Marta representa o tipo tradicional de mulher, ocupada nas lides domésticas. A atitude de Maria tem um quê de novidade: ela assume a condição de discípula, que se coloca aos pés do Mestre para escutá-lo e, posteriormente, torna-se apóstola do Evangelho. Evangelicamente, só tem sentido escutar a Palavra, se for para colocá-la em prática. Esta é a situação de Maria. Sua escuta não é mero passatempo, nem puro gesto de deferência a Jesus.


A atitude de Maria corresponde a um avanço em relação àquela de Marta. A mulher cristã pode também tornar-se apóstola, superando o simples âmbito doméstico de sua ação. O único pré-requisito é estar em profunda comunhão com o Mestre, compreender o sentido de suas palavras e esforçar-se para testemunhá-las com a vida. [O EVANGELHO NOSSO DE CADA DIA, Ano B, ©Paulinas, 1996]

 

Mantenha uma árvore em seu coração e verá um pássaro cantando. (Provérbio Chinês)