Sexta-feira, 1º de outubro de 2010

Santa Teresinha (Virgem e Doutora da Igreja), Oficio De Memória, 2ª do Saltério, cor Branca

 

Hoje: Inicio da Semana da vida (de 1 a 8/10) e Dia Nacional dos Vereadores

 

Santos: Aretas e seus 104 companheiros (mártires de Roma), Domnino de Tessâlonica (mártir), Prisco, Crescente e Evágrio (mártires de Tomes), Remígio de Reims, o mais velho (bispo), Romano, o Melódio (presbítero, poeta), Severo de Rustan (presbítero), Veríssimo, sua irmã Júlia e Máxima (mártires de Lisboa).

 

Antífona: Deus cercou-a de cuidados e a instruiu, guardou-a como a pupila dos seus olhos. Ele abriu suas asas como a águia e em cima dos seus ombros a levou. E só ele, o Senhor, foi o seu guia. (Dt 32, 10ss)

 

Oração: Ó Deus, que preparais o vosso reino para os pequenos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a vossa glória.. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

 

Leitura: Jó (Jó 38, 1.12-21; 40, 3-5)
Qual é o caminho para a morada da luz?

 

1O Senhor respondeu a Jó, do meio da tempestade, e disse: 12"Alguma vez na vida deste ordens à manhã, ou indicaste à aurora o seu lugar, 13para que ela apanhe a terra pelos quatro cantos, e sejam dela sacudidos os malfeitores? 14A terra torna a argila compacta, e tudo se apresenta em trajes de gala, 15mas recusa-se a luz aos malfeitores e quebra-se o braço rebelde. 16Chegaste perto das nascentes do Mar, ou pousaste no fundo do Oceano? 17Foram-te franqueadas as portas da Morte, ou viste os portais das Sombras? 18Examinaste a extensão da Terra? Conta-me, se sabes tudo isso! 19Qual é o caminho para a morada da luz, e onde fica o lugar das trevas? 20Poderias alcançá-las em seu domínio e reconhecer o acesso à sua morada? 21Deverias sabê-lo, pois já tinhas nascido e grande é o número dos teus anos!" 40,3Jó respondeu ao Senhor, dizendo: 4"Fui precipitado. Que te posso responder? Porei minha mão sobre a boca. 5Falei uma vez, não replicarei; uma segunda vez, mas não falarei mais". Palavra do Senhor!

 

 

Comentando a Leitura

Alguma vez na vida indicaste à aurora o seu lugar?

 

Deus reconduz Jó a justas medidas de indagação. Como poderia perceber o mistério do mal, se é incapaz de descobrir o das coisas e da natureza? A Jó cabe unicamente conservar a atitude de silêncio porque este é o lugar de encontro com Deus. O silêncio é sabedoria e contemplação. O homem deve aceitar que haja zonas de mistério no conhecimento das coisas. Hoje, reduzindo tudo à utilidade, à funcionalidade, perdemos o sentido do mistério. Ao lado da coerência das leis físicas, existe a angústia do desconhecido e, além da angústia, a expectativa de um "ainda mais" de cada coisa, de um horizonte sem limites. Este horizonte é o Inteiramente Outro, o Absoluto, que Cristo nos mostra ser um Pai que ama e ressuscita seus filhos. [Missal Cotidiano, ©Paulus, 1997]

   

 Salmo Responsorial: 138(139), 1-3.7-8.9-10.13-14ab (R/.24b)  
Conduzi-me no caminho para a vida, ó senhor!

 

1Senhor, vós me sondais e conheceis, 2sabeis quando me sento ou me levanto; de longe penetrais meus pensamentos, 3percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus caminhos vos são todos conhecidos.

 

7Em que lugar me ocultarei de vosso espírito? E para onde fugirei de vossa face? 8Se eu subir até os céus, ali estais; se eu descer até o abismo, estais presente.

 

9Se a aurora me emprestar as suas asas, para eu voar e habitar no fim dos mares; 10mesmo lá vai me guiar a vossa mão e segurar-me com firmeza a vossa destra.

13Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. 14Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes! Que prodígio e maravilha as vossas obras!

 

 

Evangelho: Lucas (Lc 10, 13-16)
Não acolher o mensageiro é desprezar deus

 

Naquele tempo, disse Jesus: 13"Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque se em Tiro e Sidônia tivessem sido realizados os milagres que foram feitos no vosso meio, há muito tempo teriam feito penitência, vestindo-se de cilício e sentando-se sobre cinzas. 14Pois bem: no dia do julgamento, Tiro e Sidônia terão uma sentença menos dura do que vós. 15Ai de ti, Cafarnaum! Serás elevada até o céu? Não, tu serás atirada no inferno. 16Quem vos escuta, a mim escuta; e quem vos rejeita, a mim despreza; mas quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou". Palavra da Salvação!

Leitura paralela: Mt  10,40; 11, 21-24

 

 

Comentando o Evangelho

Extremo apelo à conversão

 

É admirável o modo sincero e transparente como Jesus partilha com os discípulos, enviados em missão, sua própria experiência de fracasso. Longe de revelar fraqueza, suas palavras revelam o respeito que ele tinha pela liberdade humana. Em hipótese alguma, a proposta do Reino tornou-se imposição na vida das pessoas. Diante do Reino, deveriam decidir-se livremente e assumir as consequências desta decisão.


Várias cidades ao redor do lago de Genesaré fecharam-se à pregação de Jesus. Corozaim, Betsaida e Cafarnaum estão entre aquelas que não aderiram nem se mostraram capazes de dar ouvido aos ensinamentos do Mestre. Os milagres nelas efetuados teriam sido suficientes para converter até mesmo cidades pagãs, motivando-as a fazer penitência.


A lamentação profética de Jesus: “Ai de ti, Corozaim! Ai de ti, Betsaida!” comporta um apelo extremo à conversão. Apelo amargo e incisivo! Fechando-se para o Reino, as cidades impenitentes corriam o risco de ter uma sorte dramática, no dia do juízo. Por quê? Por se terem mostrado hostis para com o Filho de Deus, rejeitando o convite divino à conversão que ele lhes dirigia.


O fracasso missionário de Jesus não significava que essas cidades impenitentes seriam poupadas do castigo. O mesmo acontecerá com as cidades que, eventualmente, se recusarem a ouvir os enviados de Jesus, e os repelirem.
[O EVANGELHO NOSSO DE CADA DIA, Ano B, ©Paulinas, 1996]

 

Santa Teresinha

"Não quero ser santa pela metade, escolho tudo".


A santa de hoje nasceu em Alençon (França) em 1873 e morreu no ano de 1897. Santa Teresinha não só descobriu que no coração da Igreja sua vocação era o amor, mas sabia que o seu coração - e o de todos nós - foi feito para amar. Nascida de família modesta e temente a Deus, seus pais (Luís e Célia) tiveram oito filhos antes da caçula Teresa: quatro morreram com pouca idade, restando em vida as quatro irmãs da santa (Maria, Paulina, Leônia e Celina). Teresinha entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas em Lisieux, com a autorização do Papa Leão XIII. Sua vida se passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus.


Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus pela salvação das almas e na intenção da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, esteve como criança para o pai, livre, igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus e, tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou um lindo e possível caminho de santidade: infância espiritual.


O mais profundo desejo do coração de Teresinha era ter sido missionária "desde a criação do mundo até a consumação dos séculos". Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia "História de uma alma" e, como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam a Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.


Morreu de tuberculose, com apenas 24 anos, no dia 30 de Outubro de 1897 dizendo suas últimas palavras: "Oh!...amo-O. Deus meu,...amo-Vos!"


Após sua morte, aconteceu a publicação de seus escritos. A chuva de rosas, de milagres e de graças de todo o gênero. A beatificação em 1923, a canonização em 1925 e declarada "Patrona Universal das Missões Católicas" em 1927, atos do Papa Pio XI. E a 19 de outubro de 1997, o Papa João Paulo II proclamou Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face doutora da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós!
[cancaonova.com]

 

Para sua reflexão: Atraída pela figura das cidades fechadas à mensagem, soa aqui esta maldição contra povoados da Galiléia onde Jesus tinha pregado e feito milagres. O estilo é o dos ais pronunciados por profetas contra nações ou impérios pagãos. Isaías e Ezequiel pronunciam seus oráculos contra Tiro e Sidônia. Mas as três cidades costeiras, em ordem crescente, haviam recebido um tratamento preferencial por parte de Jesus. Preferidas a Jerusalém, a cidade preferida ao Senhor em outros tempos. Translada-se a um julgamento definitivo e comparativo. A má resposta à graça abundante é agravante; por isso sua condição será mais grave. Cafarnaum, cidade de Jesus ou centro de suas operações, atrai o oráculo contra Babilônia. Não é sem ironia dizer de sua cidade costeira que ela tenta elevar-se até o céu. (Bíblia do Peregrino)

 

A vida é curta demais para ser pequena. (David Schwartz)