Sábado, 8 de maio de 2010

Quinta Semana  da Páscoa e 1ª do Saltério (Livro II),  cor Litúrgica Branca

 

 

Hoje: Dia da Cruz Vermelha, dia do Pintor e do Artista Plástico, dia da Vitória (fim da II Guerra Mundial)

 

Santos: Vítor (mártir), Bonifácio IV (Papa), Agácio, Desiderato, Bento II (papa), Virão e seus companheiros (Holanda),  Vitor (o Mouro, mártir), Acácio (ou Ágato, mártir), Gibriano, Desiderato (Bispo de Bourges), Viro (bispo), Plequelmo (bispo), Pedro (Arcebispo de Tarentaise), Waldo (Bem-Aventurado, confessor franciscano, 1ª Ordem).

 

Antífona: Sepultados com Cristo no batismo, fostes também ressuscitados com ele, porque crestes no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos, aleluia! (Cl 2, 12)

 

Oração: Deus eterno e todo-poderoso, vós nos fizestes participar de vossa própria vida pelo novo nascimento do batismo; conduzi à plenitude da glória aqueles a quem concedestes, pela justificação, o dom da imortalidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na Unidade do Espírito Santo.

 

 

 

I Leitura: Atos (At 16, 1-10)

Deus acabava de nos chamar para pregar-lhes o Evangelho 

 

Naqueles dias, 1Paulo foi para Derbe e Listra. Havia em Listra um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia, crente, e de pai grego. 2Os irmãos de Listra e Icônio davam bom testemunho de Timóteo. 3Paulo quis então que Timóteo partisse com ele. Tomou-o consigo e circuncidou-o, por causa dos judeus que se encontravam nessas regiões, pois todos sabiam que o pai de Timóteo era grego.

 

4Percorrendo as cidades, Paulo e Timóteo transmitiam as decisões que os apóstolos e anciãos de Jerusalém haviam tomado. E recomendavam que fossem observadas. 5As igrejas fortalecem-se na fé e, de dia para dia, cresciam em número. 6Paulo e Timóteo atravessaram a Frigia e a região da Galácia, pois o Espírito Santo os proibira de pregar a palavra de Deus na Ásia. 7Chegando perto da Mísia, eles tentaram entrar na Bitinia, mas o Espírito de Jesus os impediu. 8Então atravessaram a Mísia e desceram para Trôade.  

 

9Durante a noite, Paulo teve uma visão: na sua frente, estava de pé um macedônio que lhe suplicava: 'Vem à Macedônia e ajuda-nos!" 10Depois dessa visão, procuramos partir imediatamente para a Macedônia, pois estávamos convencidos de que Deus acabava de nos chamar para pregar-lhes o evangelho.  Palavra do Senhor!

 

 

 

Comentando a Leitura

Vem à Macedônia e ajuda-nos! 

 

Paulo, que se mostrara rígido nas questões de princípio, mostra-se dúctil e disponível na aplicação e na práxis concreta. Manifestara-se inflexível em rejeitar toda volta às observâncias mosaicas; agora não hesita um instante em submeter Timóteo ao rito inútil e superado da circuncisão. Não há nenhuma contradição no modo de agir de Paulo. Lá, estava em jogo a própria identidade do cristianismo; aqui, ao contrário, trata-se apenas de um gesto de boa vontade, um sinal de compreensão e condescendência para com homens de consciência ainda débil e  imatura. Numa situação semelhante verificada na Igreja de Corinto, a das carnes oferecidas aos ídolos, Paulo procederá no mesmo modo: a fim de não ser motivo de escândalo para um irmão de consciência frágil e incerta, nunca comerá carne (1Cor 8,13) [Extraído do MISSAL COTIDIANO  ©Paulus, 1997]

 

 

Salmo: 99(100), 2.3.5 (R/.2a)

Aclamai o Senhor, ó terra inteira 

 

Aclamai o Senhor, ó terra inteira, servi ao Senhor com alegria, ide a ele cantando jubilosos!  

 

Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, ele mesmo nos fez, e somos seus, nós somos seu povo e seu rebanho.  

 

Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, sua bondade perdura para sempre, seu amor é fiel eternamente!

 

 

Evangelho: João (Jo 15, 18-21)

Não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo 

 

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 18"Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro odiou a mim. 19Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia. 20Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: 'O servo não é maior que seu senhor'. Se me perseguiram, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. 21Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou" Palavra da Salvação!

 

 

 

Comentário o Evangelho

Escolhidos do meio do mundo

 

O evangelho refere-se ao "mundo" como se fosse uma pessoa. Neste sentido, pode-se falar em ódio e perseguição, bem como amor por parte do mundo. Ou então, que os discípulos foram escolhidos do meio do mundo. Pode ainda referir-se à possibilidade de o mundo guardar a palavras de Jesus e as dos discípulos.


O vocábulo "mundo", neste caso, engloba o conjunto das pessoas incrédulas que foram incapazes de reconhecer Jesus como Filho de Deus, enviado pelo Pai com a missão de salvar a humanidade. Mas estas pessoas odiaram-no ferozmente, a ponto de decidirem eliminá-lo sem piedade. Optaram pelas trevas e rejeitaram a luz oferecida por Deus, persistindo no pecado, mesmo diante da abundância das graças divinas.


Os discípulos foram arrancados deste mundo. Por causa do nome de Jesus, caminham na contramão do mundo. Esse confronto resulta sempre em ódio e perseguição. O destino do servo não difere daquele do seu Senhor. É por isso que os discípulos deverão contar com toda sorte de adversidade, sem excluir a possibilidade de morrer, como aconteceu com seu Mestre.


A palavra "mundo", na linguagem figurada, tem referenciais bem concretos. No tempo de Jesus, podia significar certas alas do farisaísmo e outros grupos de judeus. Contudo, em cada época e em cada circunstância, é preciso reconhecer com que roupagem o "mundo" se apresenta.
[O EVANGELHO NOSSO DE CADA DIA, Ano A, ©Paulinas, 1997]

 

São Vitor

 

 

São Vítor era soldado africano, proveniente da Mauritânia, Pertencia à famosa Guarda Pretoriana. Recusou-se a sacrificar aos deuses pagãos e por isso sofreu vários tormentos, sendo por fim decapitado. Encontrava-se em Milão juntamente com Nabor e Félix quando foi preso e levado perante o tribunal. Declarando-se cristão, foi metido em uma prisão, onde passou seus dias sem comer e beber. Como ainda persistisse em se confessar cristão, foi flagelado e lançado outra vez na prisão. Ali foi torturado atrozmente com chumbo derretido derramado sobre as suas chagas. Mesmo assim conseguiu fugir, mas foi descoberto e decapitado (303). Seu corpo ficou sem ser sepultado durante uma semana, quando São Materno o encontrou viu-o intacto e vigiado por duas feras! Deu-lhe uma suntuosa sepultura. São Vítor é um dos santos mais populares de Milão. Ele é o patrono dos prisioneiros e dos exilados e um dos santos mais amados pelos milaneses

 

A prosperidade faz amigos. A adversidade testa-os. (Públio Siro)