Quinta-feira, 29 de Julho de 2010

Santa Marta, Discípula de Jesus, Memória, 1ª do Saltério (Livro III), cor Litúrgica Branca

 

 

Santos: Marta, Maria e Lázaro (amigos do Senhor); Olavo, Beatriz de Roma, N.Srª da Ajuda, Simplício e Faustino (mártires em Roma), Lobo (monge em Lérins e bispo de Troyes), Olavo II (rei e patrono da Noruega), Guilherme (bispo de Saint-Brieuc), Luis Martin.

 

Antífona: Jesus entrou numa aldeia e uma mulher chamada de Marta o recebeu em sua casa. (Lc 10,38)

 

Oração: Pai todo poderoso, cujo Filho quis hospedar-se em casa de Marta, concedei por sua intercessão que, servindo fielmente a Cristo em nossos irmãos e irmãs, sejamos recebido por vós em vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

 

I Leitura: 1ª Carta de S. João (1Jo  4, 7-16)

Se amamos uns aos outros, Deus permanece conosco

 

7Carissimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece Deus. 8Quem não ama, não chegou a conhecer Deus, pois Deus é amor.

 

9Foi assim que o amor de Deus se manifestou entre nós: Deus enviou o seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio dele. 10Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e enviou o seu Filho como vítima de reparação pelos nossos pecados.

 

11Carissimos, se Deus nos amou assim, nós também devemos amar-nos uns aos outros. 12Ninguém jamais viu a Deus. Se nos amamos uns aos outros, Deus permanece conosco e seu amor é plenamente realizado entre nós. 13A prova de que permanecemos com ele, e ele conosco, é que ele nos deu o seu Espírito.

 

14E nós vimos, e damos testemunho, que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo. 15Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e ele com Deus. 16E nós conhecemos o amor que Deus tem para conosco, e acreditamos nele. Deus é amor: quem permanece no amor, permanece com Deus, e Deus permanece com ele. Palavra do Senhor!

 

 

Comentando a 1ª Leitura

O amor de Deus inspira o nosso

 

Esta passagem é uma unidade concisa, que se concentra unicamente em afirmar que o amor de Deus gera o nosso. Se Deus nos ama, precisamos ter amor semelhante uns pelos outros. Que "Deus é amor" é agora a segunda descrição de Deus dada nessa epístola; já vimos que "Deus é luz". Deus não é amor em sentido abstrato, mas em toda a sua atividade. Ele cria com amor, salva com amor, julga com amor. Nosso Deus é um Deus de amor. [COMENTÁRIO BÍBLICO, ©Loyola, 1999]

 

Salmo: 33(34), 2-3.4-5.6-7.8-9.10-11 (R/.9a)

Bendirei o senhor Deus em todo o tempo!

 

Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem!

 

Comigo engrandecei ao Senhor Deus, exaltemos todos juntos o seu nome! Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, e de todos os temores me livrou.

 

Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda a angústia.

O anjo do Senhor vem acampar ao redor dos que o temem, e os salva. Provai e vede quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

 

Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, porque nada faltará aos que o temem. Os ricos empobrecem, passam fome, mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

 

Evangelho: João (Jo 11, 19-27)
Eu creio firmemente que tu és o Messias

 

Naquele tempo, 19muitos judeus tinham vindo à casa de Marta e Maria para as consolar por causa do irmão. 20Quando Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada em casa.

 

21Então Marta disse a Jesus: "Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. 22Mas mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele te concederá". 23Respondeu-lhe Jesus: "Teu irmão ressuscitará". 24Disse Marta: "Eu sei que ele ressuscitará na ressurreição, no último dia".

 

25Então Jesus disse: "Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. 26E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais. Crês isto?" 27Respondeu ela: "Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo". Palavra da Salvação!

 

Evangelho alternativo: Lc 10, 38-42

 

 

 

Comentário o Evangelho

Inquietação desnecessária

 

Ao censurar o ativismo de Marta e elogiar a opção de Maria, Jesus alertava a comunidade dos discípulos contra um perigo real - o ativismo -, sublinhando ao mesmo tempo, a importância de unir a ação a uma profunda contemplação. E, vice-versa, levar a contemplação a desembocar numa ação teologicamente fundamentada.


A iniciativa de Marta, assim que o Mestre chegou à sua casa acompanhado dos discípulos, foi necessária. A caminhada cansativa deixara-os famintos e sedentos. Atenta a isto, a amiga lançou-se ao trabalho sem demora. Já Maria preocupou-se com a acolhida afetuosa. Por isso, colocou-se aos pés do amigo e pôs-se a escutar suas palavras.


"Ouvir a palavra" foi a melhor parte que ela escolheu, e que "não lhe seria tirada", na medida em que esta palavra calasse fundo em seu coração a ponto de transformar-lhe toda a existência. Se só a parte escolhida por Maria foi boa, implicitamente a atitude de Marta acabou sendo censurada. Não pelo fato de se empenhar em servir Jesus e seus discípulos, mas porque deu à sua escolha um valor tão grande, a ponto de minimizar o que, no parecer de Jesus, era o mais importante. Necessário para ela foi sua bem-intencionada veneração por Jesus. No entanto, desconheceu a importância daquele momento único para se fazer discípula verdadeira - ouvinte da Palavra. Com tal atitude teria colocado em segundo plano tudo o mais, até mesmo o esforço de preparar-lhe uma boa refeição. Marta enganou-se em sua avaliação!
[O EVANGELHO DO DIA. Jaldemir Vitório. ©Paulinas, 1998]

 

 

Para sua reflexão: Marta reconhece a Jesus o título de Messias com seus equivalentes, Filho de Deus e “o que há de vir”. Crê em seu poder de intercessão, mas não parece incluir no seu âmbito o ressuscitar um morto. Jesus responde com uma declaração que levanta o conceito de vida, sem dividir o homem. Embora seja mortal e morra, quem crê recebe uma vida superior; e se morre a esta vida terrena, sua morte não é o fim. Penhor disso é o que ele vai realizar. Em Jesus já se encarnam a ressurreição e a vida definitiva, e pode fazer com que outros participem de sua plenitude. Não se separam a fé em sua pessoa e a esperança nessa vida superior e eterna. Só que Maria não deve ficar na esfera puramente natural. Jesus é para o homem vida já concedida e presente, e ressurreição no final. (Bíblia do Peregrino)

 

 

Santa Marta

 

 

Santa Marta era irmã de Lázaro e Maria, amigos de Jesus, tanto que o Senhor costumava se hospedar com eles e tinha-lhes especial afeto e carinho.

 

Certo dia Jesus chegou a Betânia com seus 12 apóstolos. Marta corria para todos os lugares preparando os alimentos, limpando a casa, servindo-os e Jesus, como sempre, aproveitando-se daqueles instantes de descanso, dedicava-se a dar sábias instruções a seus discípulos. Entre eles, sentada também no chão estava Maria, a irmã de Marta, extasiada, ouvindo a Jesus. Prontamente Marta se detém um pouco com seus afazeres e aproximando-se de Jesus lhe diz com toda confiança: "Senhor, como te parece que minha irmã me haja deixado sozinha a fazer todo o trabalho da casa? Por que não lhe dizes que me ajude um pouco?". Jesus com um suave sorriso e tom bondoso lhe responde: "Marta, Marta, te perturbas e te preocupas por muitas coisas. Somente uma coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte que não lhe será tirada". Marta entendeu a lição e tirando o avental sentou-se também ali no chão para ouvir as divinas instruções do Salvador.

 

Agora sabia que todos os empenhos materiais não valem tanto como ouvir os ensinamentos que vem do céu pois somente assim se pode aprender o caminho da eterna salvação.

 

O nome Marta é de origem hebraica, que quer dizer, “ama da casa, senhora”. Marta foi uma das mulheres que acompanharam Cristo no calvário e na sua ressurreição. É patrona das cozinheiras porque convidou Jesus para comer em sua casa. Ela é patrona ainda dos hoteleiros.

 

Outras santas de nome Marta: 19 de janeiro (mártir), 23 de fevereiro (virgem e mártir espanhola decapitada em Astorga em 251), e 20 de outubro (virgem e mártir). Como beata há ainda: Marta Poulain (mártir) e 1 de fevereiro.

 

Oração de Santa Marta

 

Santa Marta de Betânia, hospedeira do Senhor, hoje o Povo da Aliança canta um hino em teu louvor. Tua casa foi o abrigo onde o Mestre repousou. No calor de um lar amigo, ele as forças renovou. Pão e vinho lhe serviste, quando tua irmã, Maria, vida eterna em alimento dos seus lábios recebia. Reclamastes a sua ausência junto a Lázaro doente, proclamando assim a fé no seu Verbo onipotente. Dele escutas a promessa: teu irmão ressurgirá. E proclamas: Tu és Cristo, Deus conosco em ti está. No milagre testemunhas seu poder e seu amor: teu irmão retorna à vida, à palavra do Senhor. Que possamos caminhar com Jesus, na fé ardente, e contigo contemplar sua face eternamente. Amém.

 

Ouve o conselho de quem muito sabe; sobretudo, porém, ouve

o conselho de quem muito te estima. (A. Graf)